Sintomas de artrose: a melhor forma de combater

Idoso com dor nas costas sendo amparado por idosa

A artrose é uma doença responsável por causar uma média de 30% a 40% das visitas a consultórios e ambulatórios especializados em reumatologia. É a mais comum das doenças reumáticas, acometendo tanto homens quanto mulheres de diferentes faixas etárias, mas principalmente pessoas em idade mais avançada. Neste artigo, você conhecerá um pouco melhor sobre os sintomas de artrose e qual a melhor forma de tratá-la, confira!

Conhecendo a doença a fundo

Pessoa com dor no joelho causado por artrose

Quem sofre com os sintomas de artrose, precisa controlar ao máximo a doença, que complica muito a mobilidade, e requer um tratamento multidisciplinar para aliviar ao máximo o desconforto e devolver a autonomia ao paciente.

A artrose é uma condição decorrente do desgaste da cartilagem, fazendo com que as superfícies dos ossos fiquem em contato direto, causando atrito entre eles. Com o passar dos anos, é natural que o tecido da cartilagem vá reduzindo,.porém, algumas vezes, o desgaste é acelerado por outros fatores, como doenças, herança genética ou impactos físicos. As áreas mais afetadas costumam ser mãos, quadril, joelhos e cotovelos, além da coluna.

Os sintomas de artrose podem ocorrer em apenas um local, ou se manifestar em vários ao mesmo tempo. Quando afeta até 3 grupos articulares, denomina-se localizada. Com 3 ou mais grupos é chamada de artrose generalizada. Os sintomas de artrose são:

  • dores nas articulações
  • rigidez
  • aumento do volume articular
  • dificuldade em realizar movimentos
  • sensação de queimação local

Existem dois tipos de artrose, a primária, que tem como principal causa o uso excessivo de uma articulação, embora também possa surgir devido ao envelhecimento do indivíduo, e a secundária, causada por doenças ou condições já existentes no paciente.

Lidando com a doença e buscando uma melhor qualidade de vida

Idosa sorridente acenando positivo com a mão

Com o tempo, a artrose tende a piorar e, quanto mais cedo for percebida, mais fácil de tratar, por isso é tão necessário o acompanhamento médico. Apesar de não haver uma cura para a artrose, os tratamentos podem trazer um alívio considerável para quem sofre da doença. Hábitos como fazer exercícios, ter sessões regulares de fisioterapia, ter uma dieta equilibrada, fitoterapia, pilates e o uso de medicamentos como anti-inflamatórios, são adotados na luta contra a artrose, mas, no caso deste último item, os impactos na saúde são muito mais negativos do que positivos.

Com o uso prolongado de anti-inflamatórios, os remédios começam a atrasar o reparo daquele local que foi lesionado, o que também atrasa o retorno da função normal do órgão. Anti-inflamatórios podem acarretar em um leve desconforto no estômago, até confusão mental e doenças do fígado que podem levar a casos mais graves. 

Anti-inflamatórios trazem vários efeitos colaterais a longo prazo, como as gastrites, úlceras, aumento da pressão arterial e problemas no coração, fígado e rins. Por isso, recorrer à fitoterapia é a melhor opção!

Muitos especialistas têm recomendado suplementos naturais como complementares em tratamentos para a artrose. O mais recomendado é o Fito Cúrcuma, um poderoso medicamento livre de efeitos colaterais, que reduz a inflamação nas articulações, alivia a dor e desconforto nas juntas e ainda ajuda a equilibrar o sistema imunológico. Na sua composição estão a piperina e a cúrcuma, com diversos benefícios na luta contra os sintomas de artrose. 

Diversos pacientes que sofriam de artrose relataram sentir menos dor e ter mais disposição para fazer tarefas simples da rotina, que antes eram dificultadas pelas inflamações.

Quer conhecer mais sobre o Fito Cúrcuma? Clique aqui e veja todos os benefícios no site oficial.

Deixe uma resposta